Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Um único corpo perdido no meu espaço.

Eu só não sei quanto tempo dura, e nunca sei quanto vai durar. Tentei contar dias, mas foi totalmente em vão. E olhando pra esse círculo brilhante, eu tento imaginar uma ''luz no fim do túnel''. Querida ironia, você é quem sempre me acompanha. E quem foi que disse que precisa me aceitar dessa maneira? Ninguém o obriga de absolutamente nada. Eu nunca te pedi pra ir embora, mas então por que fala isso tudo praticamente todos os dias? Se quis ir embora, permaneça pra onde foi... eu não sinto saudades. Com certeza algum dia alguém poderá acabar com tudo isso, e então eu esquecer tudo isso de vez... se é que eu já não esqueci, e são apenas flashbacks. Até porque eu não espero mais ouvir sua voz, e sequer lembro dela. Ao ouvir seu nome, às vezes sinto pavor. Um pavor sem relação alguma com o medo, e sim ao meu... tá, cansei demais para terminar qualquer coisa sobre alguém que não vale a pena.