Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

My sacrificie

eu estou cansada de ficar sozinha,de viver sozinha,de sair sozinha,de chorar sozinha,de amar sozinha,de sonhar sozinha,de sorrir sozinha,de fazer tudo SOZINHA. eu preciso de alguém que me faça sorrir,que ande comigo e que seja alguém que eu chame de MEU.

nada melhor.

Sem ter motivo nenhum pra continuar eu continuo...entre os apertos,o calor,a multidão,muitas pessoas melhores que eu,eu ainda tento sr boa em algo pra trazer o que vocês merecem,o que vocês querem ouvir e sei que ficariam orgulhosos de uma coisa que vocês infelizmente nunca puderam realizar.
Me sinto na obrigação de dar o melhor de mim,de ser uma pessoa boa e não me igualar à tantas garotas perdidas na farra,só querendo saber de sexo,drogas e rolês; posso pensar em parte disso,mas nem por isso eu preciso me perder na vida e dar o desgosto que mata a maioria de vocês pouco a pouco. Pai e mãe .. eu prometo dar a melhor parte de mim pra conseguir tudo,e deixar vocês um pouco felizes; <3

Sim.

Alguns se importam,e outros fingem se importar. Afinal,alguém aqui presente sabe amar? As pessoas que se importam,logo se vão,e quando olho para o meu lado tem os que fingem,que para mim,são considerados NINGUÉM. Não é questão de gostar ou não das pessoas,é ver o grau da maldade em cada uma delas. É,uma vez uma pessoa importante me disse que não gostava de ver o mal nas pessoas,mas eu a contrariei,e disse que devemos ver a maldade da pessoa antes de ver qualquer outra coisa,pra sabermos aonde ela é capaz de chegar. Não,eu não sou um poço de pureza,até porque,a maldade é necessária. Vejo a maldade em doses como uma imunidade que nosso corpo cria pra não pegar tanta ruindade que nos rogam. Pragas,maldições,difamações,ódio (sim,muitos me odeiam,e eu sei disso). Coisas presentes na vida de muitos seres humanos,quero dizer,em todas as vidas. Quem nunca odiou alguém,ou nunca teve uma pontinha de inveja de outrém,e desejou o mal do mesmo,ou quis então estar no lugar dele?Coisas da vida. Eu n…
"Fico tão cansada às vezes, e digo pra mim mesma que está errado, que não é assim, que não é este o tempo, que não é este o lugar, que não é esta a vida. E fumo, e fico horas sem pensar absolutamente nada: (...)Claro, é preciso julgar a si próprio com o máximo de rigidez, mas não sei se você concorda, as coisas por natureza já são tão duras para mim que não me acho no direito de endurecê-las ainda mais.""Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços, você cobre com a boca meus ouvidos entupidos de buzinas, versos interrompidos, escapamentos abertos, tilintar de telefones, máquinas de escrever, ruídos eletrônicos, britadeiras de concreto, e você me beija e você me aperta e você me leva pra Creta, Mikonos, Rodes, Patmos, Delos, e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo bem."

Caio F.